21 de nov de 2007

SEMUR lança "Selo da Diversidade" em Salvador

Um ato solene na manhã da última terça-feira, (13), no Palácio do Rio Branco - Praça Municipal, marcou o Lançamento oficial do Programa "Selo da Diversidade" em Salvador. O evento realizado pela Coordenação de Ações de Empreendedorismo da Secretaria Municipal da Reparação (CPE / SEMUR) fez parte da programação do Novembro Negro, em homenagem ao mês da Consciência Negra, e contou com a presença de representantes do poder municipal, empresas de indústrias e hotéis, comércio e Movimento Negro Unificado (MNU).

Participaram da mesa de abertura da cerimônia, o diretor da fundação Pedro Calmon, professor Ubiratan Castro; a coordenadora de Programas e Projetos da Secretaria de Promoção da Igualdade (SEPROMI), Lucy Goes; o secretário de governo, Gilmar Santiago, representando o prefeito de Salvador, João Henrique Carneiro; o subsecretário da Secretaria Municipal da Reparação (SEMUR), Antônio Cosme, representando a secretária Antônia Garcia (SEMUR). Estiveram presentes ainda a vereadora Eron Vasconcelos; o promotor de Justiça e Cidadania do Ministério Público da Bahia (MP), Almiro Sena; o professor Hélio Santos e a diretora da Associação Brasileira de Recursos Humanos, Melissa Bahia. "Este é o momento em que vamos discutir profundamente as relações de trabalho pensando o componente étnico-racial nas organizações como um todo, assim também como as relações de gênero, na sociedade" com estas palavras o subsecretário da reparação Antônio Cosme deu início a solenidade de assinatura do Projeto Selo da Diversidade.

Na ocasião ele abordou o tema "política de cotas" afirmando que o estado brasileiro comumente ataca essas políticas sem dar nenhuma outra opção que atenda a demanda da população afrodescendente nas universidades. O subsecretário citou ainda uma pesquisa realizada pelo Instituto Ethos realizada neste ano com 500 instituições, apenas 3 % do contingente total de empregados é formado por negros.

De acordo com o secretário de governo Gilmar Santiago, o Selo da Diversidade visa construir um debate na capital da Bahia sobre as oportunidades iguais no mercado de trabalho. "O poder público está se sensibilizando pela causa em defesa de diversidade e sua efetivação", afirmou o secretário. Gilmar, que antes de ser nomeado secretario do governo, atuou à frente da SEMUR, como secretário da Reparação, ratificou a importância do Selo como uma das ações do Programa de Combate ao Racismo Institucional na cidade e também na história da secretaria.

Para o representante da Associação Comercial da Bahia, Sérgio Franco, o Selo é um símbolo importante na reparação de um erro histórico que a sociedade vem cometendo até hoje, de forma a aplicar as relações de igualdade dentro do mercado de trabalho.Já a coordenadora de Recursos Humanos do Shopping Iguatemi, Conceição de Man, disse que a confirmação do Selo da Diversidade é um progresso para a sociedade baiana, principalmente para Salvador, composta por uma população de maioria negra. Ela assegurou que apoiará a SEMUR em todas as ações voltadas para diminuir as desigualdades no mercado de trabalho em Salvador.

Conceição lembrou ainda o projeto "Inserção de jovens no mercado de trabalho" realizado em parceria com a secretaria e os shoppings, nos anos de 2006 e 2007, que já formou até agora duas turmas de 60 alunos, todos afrodescendentes, para trabalhar nestes locais. Segundo a representante da Associação Baiana de Industrias Hoteleiras da Bahia (ABIH-Ba), Vilsemar Rosa, hoje, existe uma equiparação dentro do mercado empregatício na área de hotéis no Estado da Bahia.

"A desigualdade nessa área tem diminuído muito" afirmou Vilsemar. "Em minha vivência como hoteleiro conheço apenas dois trabalhadores negros que trabalham na linha de frente dos hotéis. É de fundamental importância este trabalho da Secretaria Municipal da Reparação, pois atingirá também a nossa área" ressaltou o representante do Sindicato de Hotéis da Bahia, Antônio Barbosa.

O diretor da Fundação Pedro Calmon, professor Ubiratan Castro também convidado para fazer parte da mesa de cerimônia, não deixou de manifestar sua opinião. De acordo com o professor, o Selo é uma iniciativa da PMS que abre uma outra vertente das ações afirmativas, que é o convite a participação da iniciativa privada, através do incentivo político e moral do Selo, que premia e que estimula a incorporação de mão de obra negra nos postos de trabalho.

"É um apoio para que os empregadores passem a praticar uma política de incorporação de pessoal competente afrodescendentes, que antes por motivo de racismo institucional, não se fazia" afirmou o professor. A vereadora Eron Vasconcelos, destacou a importância de se construir no mês do "Novembro Negro" ações direcionadas para os afrodescentendes da cidade. "Muitas mulheres negras sustentam suas casas com dificuldade. Algumas vivem na prostituição, por não encontrarem opção dentro do mercado de trabalho", explicou ela, ressaltando ainda a importância da concepção do Selo para a Bahia.

Selo da Diversidade - O "Selo da Diversidade" foi criado pela Coordenação de Promoção Empresarial da SEMUR e conta com o apoio da Secretaria Especial de Políticas de Promoção da Igualdade Racial (SEPPIR), da Secretaria Estadual da Igualdade (SEPROMI) e a assessoria do Instituto Brasileiro da Diversidade - organização nacional que busca estimular a cultura da diversidade nas empresas.

O programa tem como objetivo reconhecer publicamente às iniciativas de promoção da igualdade racial nas políticas de recursos humanos das empresas e instituições de Salvador conferindo um Selo, que poderá ser utilizado em peças publicitárias das instituições que aderirem ao projeto.

Ao obter esse Selo, as empresas assumirão o compromisso de desenvolver ações para promover a diversidade, elaborando um censo étnico-racial e apresentando propostas de alteração da realidade de sub-representação de afrodescendentes em seus diversos níveis hierárquicos.

As propostas serão analisadas por um Comitê Gestor, composto de organizações representativas dos segmentos governamental, empresarial e da sociedade civil e só depois disto será conferido o Selo.

Fonte: Ascom/Semur.

Nenhum comentário: