23 de nov de 2007

Livro resgata história do Beiru

A Fundação Pedro Calmon (Bahia/Salvador), da Secretaria de Cultura, e a Secretaria de Promoção da Igualdade realizam no Mês da Consciência Negra uma série de lançamentos de livros de autores negros. Ontem à noite, o Grupo Mundo Negro lançou a cartilha Beiru, na sede da instituição.

Na oportunidade, aconteceu uma palestra – Memória Negra –, com o presidente da Fundação, Ubiratan Castro, e a ialorixá Clarice dos Santos, do Ilê Axé Gezubum.

A cartilha é uma iniciativa da Associação Comunitária e Carnavalesca Mundo Negro, que busca resgatar a identidade do bairro através da reafirmação do nome Beiru, em vez de Tancredo Neves.

O livro traz a história do bairro (Quilombo Urbano), por meio de depoimentos, fotos e relatos de moradores, além de pesquisas que discutem o histórico e a origem do nome Beiru.

Fonte: Diário Oficial do Estado da Bahia, 23/11/2007.

3 comentários:

jaine disse...

VALEU BEIRU PELA HISTÓRIA AMEI E A MINHA PESQUISA VAI FICAR UM ARRASO!!

jaine disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
gonsa disse...

Aonde eu econtro esse livro, qual o valor dele?
gonsacp@yahoo.com.br