15 de ago de 2007

Pesquisadores da América Latina, Caribe e África reunidos em Salvador

Começa hoje e vai até sexta-feira (17) o seminário Fábrica de Idéias: dez anos de experiência. O encontro, que acontece no Centro de Estudos Afro-Orientais (Ceao), da Universidade Federal da Bahia – Ufba, reúne pesquisadores de diversos países, sobretudo da América Latina, Caribe e África, e, alunos e professores da pós-graduação em estudos em relações étnicas e raciais da Universidade.

A 10ª edição da Fábrica de Idéias tem o propósito de refletir sobre a experiência da iniciativa e pensar o futuro. Para tanto, será aberto apenas para os envolvidos no curso. “O contexto inter-racial mudou bastante. Era preciso ser fechado para redefinir o papel do Fábrica. Além disso, pretendemos construir uma agenda de trabalho e ampliar intercâmbios”, explicou o coordenador do Programa Fábrica de Idéias, Lívio Sansone, em matéria publicada no jornal A Tarde de hoje (15/8).

Os temas debatidos nas mesas, nos grupos de trabalho e nos painéis centrados na experiência do Fábrica são: ‘Cidadania, Direitos Humanos e processos identitários’ e ‘Sincretismos, fundamentalismos religiosos e processos identitários’.

O público em geral poderá participar em apenas dois momentos. No Simpósio ‘Brasil e Colômbia: Anti-Racismo e Políticas LGBT’, no auditório Milton Santos, Ceao, às 19 horas e no encerramento, dia 17, sexta-feira, às 20 horas, na Faculdade de Medicina da Ufba.
Quem quiser participar da próxima edição do Fábrica pode se inscrever em janeiro de 2008.

Nenhum comentário: